Ads Top

Período Intertestamentário


Antes do anúncio da Nova Aliança com João Batista e concluindo com Jesus, houve um período de silêncio, quando não houve profecia nem profeta algum se levantou. Algumas Bíblias ilustram este período com quatro páginas em Branco entre o Antigo e o Novo Testamento.

Neste período muitas coisas aconteceram como, por exemplo, o movimento dos macabeus pela libertação de Israel do império Romano. Contudo nem mesmo os livros escritos neste período são tidos como inspirados.



Entre o cativeiro e o período intertestamentário, o povo de Deus enfrentou vários impérios. O livro de Daniel fala de forma profética sobre estes impérios descrevendo o profeta como sobrevivente do cativeiro e espectador ativo dos impérios Babilônico, Medo, Persa e Grego. A helenização (imposição da cultura greco-romana) oprimiu muito os judeus. Os reis gregos e romanos queriam dominar o mundo, mas enquanto isso o cenário mundial era preparado para um grande Rei para todos os povos. Foi durante o império Romano que Jesus se manifestou.


O povo judeu ficou muito tempo sem o templo e sem culto ou sacrifício. Mas um fato importante que aconteceu foi a definição do cânon (livro) do Antigo Testamento sendo considerado como pronto ou fechado. Neste período o Antigo Testamento foi traduzido para o grego na famosa versão Septuaginta (LXX - setenta) que muito foi utilizada pela igreja primitiva ao escrever o Novo Testamento.

Um comentário:

Tecnologia do Blogger.